Dicas para uma vida longa do seu implemento rodoviário

psx_20210524_164631

Para que os seus implementos rodoviários, seja o chassi, sistema de suspensão, sistemas de freios e elétrico, sistema de sinalização ou mesmo os pneus, tenham uma vida útil longa e não tragam maiores problemas, você deve investir na manutenção preventiva e também corretiva. Entenda melhor a diferença entre essas duas modalidades no conteúdo a seguir. 

Manutenção preventiva

Realizando a manutenção preventiva com alguma frequência você reduz a degeneração dos sistemas e os custos operacionais da sua empresa, além de evitar um possível problema “em cadeia”, já que peças danificadas acabam interferindo no funcionamento de sistemas adjacentes.

Com essa modalidade de manutenção você também diminui as chances de falha e reduz o período que ficará sem o veículo. Geralmente, uma manutenção corretiva demanda mais prazo, já que o mecânico provavelmente terá que fazer uma avaliação de todos os sistemas, procurando e substituindo peças que já estão danificadas. 

Porém, é importante ressaltar que a manutenção preventiva deve ser feita no tempo correto, evitando a substituição de peças que ainda não estão no período de troca, o que pode gerar algum prejuízo para a sua empresa. 

Manutenção corretiva

Certamente essa é a modalidade mais comum de manutenção entre as empresas. Manutenção corretiva é quando é realizada a troca ou conserto de algum componente, por quebra ou desgaste excessivo. 

Na maioria das vezes acaba saindo mais caro que a manutenção preventiva, já que o veículo pode ficar parado por mais tempo que o previsto. Esse fator inclusive pode afetar o desempenho logístico do seu negócio. É preciso destacar também o custo com a mão de obra, já que o problema pode demorar para ser solucionado.

Em algum momento, a manutenção corretiva no seu implemento rodoviário pode ser necessária, mesmo que a manutenção preventiva seja seguida à risca. Entretanto, o melhor é limitá-la aos casos imprevisíveis, como acidentes ou falhas repentinas. 

Resoluções do CONTRAN para evitar problemas relacionados ao implemento rodoviário

De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, o órgão responsável por regulamentar o uso de implementos rodoviários como reboques e semirreboques é o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) .

Um reboque tem dois ou mais eixos e pode ser engatado em um caminhão simples ou um caminhão trator, enquanto o semirreboque tem um ou três eixos e apoia-se somente em um caminhão trator.

De acordo com a resolução nº 197/06 do CONTRAN, referente a veículos leves de até 3.500 kg de peso bruto total, os reboques e semirreboques devem ter uma plaqueta de identificação contendo nome empresarial do fabricante, CNPJ, identificação do registro emitido pelo INMETRO; modelo do veículo a qual se destina, capacidade máxima de tração do veículo e referência a essa resolução. 

Para veículos com peso bruto total de até 3.500kg, o condutor deverá ter carteira de habilitação da categoria B. Passado esse limite, será exigida CNH de categoria C.

O reboque deve ter também: lanternas, setas, faixas sinalizadoras reflexivas, para-choque, para-lama e freios de estacionamento. Além disso, é necessário providenciar um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) próprio para o implemento

Quando um motorista usa um engate em desacordo com as normas do CONTRAN há a  caracterização de infração grave, disposta no artigo  230, inciso XII do Código Brasileiro de Trânsito. A multa prevista é de R$195,23, além de 5 pontos na CNH.

Na Rodovale Implementos Rodoviários realizamos a manutenção do seu implemento rodoviário, de chassi (carcaça), sistemas de suspensão, sistema de freios e sistema elétrico, sistema de sinalização e também de pneus.

Além disso, nossa equipe faz a revisão do sistema hidráulico do sistema roll-on/roll-off, da segurança de todos os cabos e ganchos e realiza a limpeza para garantir a conservação e o bom funcionamento do sistema. Quando o assunto é piso móvel, realizamos também a revisão do sistema hidráulico, além da limpeza e da conservação.

Soluções Rodovale para o implemento rodoviário

Tanto a manutenção preventiva quanto a corretiva dos seus implementos rodoviários podem ser realizadas pela Rodovale. Temos uma oficina com 27 amplos boxes de atendimento simultâneo, além de três máquinas de alinhamento e geometria de eixos, 2 máquinas para destorção e alinhamento de chassi. Tudo isso com o trabalho de uma equipe qualificada que executa a solda de aço de carbono, aço inox e alumínio.

Também realizamos a troca de pneus na nossa BTS (Bandag Truck Service). Trabalhamos com pneus Bridgestone e Firestone para ônibus, caminhões, carretas, veículos agrícolas e rodoviários.

Entre em contato conosco e venha conhecer a nossa oficina!

Esperamos que o conteúdo acima tenha esclarecido algumas dúvidas e trazido dicas valiosas para aumentar a vida útil do seu implemento rodoviário. Até a próxima!